noComentários

Explorando a influência da iluminação em diferentes ambientes

Entenda a influência da iluminação em diversos ambientes e como a luz certa pode mudar até mesmo o nosso humor e aumentar a produtividade

A escolha das luzes também é uma parte superimportante na decoração da sua casa, mas costuma ser deixada em segundo plano quando todos os olhos estão voltados para outros pontos da decoração ou da reforma. Além do aspecto funcional, a iluminação destaca e embeleza qualquer cômodo, além de ter a capacidade de criar efeitos, promover sensações e até mesmo aumentar a produtividade e proporcionar relaxamento depois de um dia cansativo. 

Ainda, a iluminação da sua casa deve ir além da estética e do que parece ficar mais bonito. É claro que isso importa, mas outros pontos devem ser levados em consideração primeiro. 

O principal deles é a funcionalidade daquela luz e como ela impacta o ambiente. Por exemplo, se você está na sala, uma luz indireta pode ser a melhor opção para relaxar e assistir a um filme. Agora, se você vai fazer um jantar e quer mostrar seu aparelho de jantar completo, uma luz direta vai ajudar a deixar o ambiente mais sofisticado para o momento. 

Para entender melhor sobre o assunto, você confere abaixo um guia completo com os tipos de iluminação que existem e as melhores dicas para iluminar o ambiente.

Quais são os tipos de iluminação que existem? 

Direta

Como o próprio nome já sugere, a iluminação direta é aquela que direciona a luz para um objeto ou superfície específicos. Alguns exemplos desse tipo de iluminação são luminárias, spots de luz e abajures. Uma das principais desvantagens desse modelo de iluminação é que ela faz com que fiquemos acordados e ativos, já que é bastante forte. Por isso, ela é indicada somente para ambientes onde se deseja ter mais produtividade, como escritórios e salas de leitura. 

Indireta  

Ao contrário da iluminação direta, a luz indireta se espalha pelo ambiente, iluminando uma área maior do ambiente em que ela está instalada. Esse tipo de iluminação é menos intensa e proporciona sensação mais agradável aos olhos, o ambiente fica mais calmo e confortável. A iluminação indireta também pode provocar sono, por isso é recomendado que seja utilizada em quartos, salas de estar e espaços de lazer. 

Difusa 

A iluminação difusa é provavelmente a mais conhecida e mais utilizada na maioria dos projetos arquitetônicos. Ela é caracterizada pelo uso de uma lâmpada no meio do cômodo. Essa iluminação se encontra em um meio-termo entre a luz indireta e a direta, e costuma ser utilizada principalmente em salas, cozinhas, banheiros e, em alguns casos, no quarto. 

Linear 

Esse estilo de iluminação é relativamente novo. Nele, a iluminação do espaço é efetuada por linhas contínuas de luz. Na verdade, é mais corriqueiro encontrarmos luminárias lineares. Isso porque, embora a luz seja bem forte, ela não machuca os olhos e, ao mesmo tempo, traz a sensação de aconchego e conforto se for bem utilizada no ambiente. Esse tipo de iluminação também é recomendado para cozinhas e escritórios. 

De orientação 

Como o próprio nome já diz, a iluminação de orientação serve para orientar o fluxo de movimento de pessoas em lugares escuros, como escadas e cinemas. Esse modelo de iluminação também pode ser utilizado em corredores, escadas em residências, jardins e ao redor da piscina. 

As melhores dicas para iluminação de ambientes

Não exagere na iluminação 

Tanto a falta quanto o excesso de iluminação podem causar uma sensação visual desagradável e acabar trazendo problemas para os olhos. Portanto, é preciso pensar na quantidade de luz que o ambiente realmente precisa. Alguns cômodos pedem uma iluminação mais aconchegante, enquanto outros necessitam de uma iluminação mais direta. 

Utilize iluminação pontual

Essa é uma ótima opção para quem deseja chamar atenção para certos pontos dentro de casa, você pode utilizar fitas de LED para trazer mais valor estético a estantes de livros, por exemplo. Você também pode usar spots de luz para destacar quadros ou qualquer outro item decorativo, ou em áreas de lazer e espaços onde o foco é a iluminação natural. 

Atente-se à temperatura das lâmpadas 

A temperatura das lâmpadas também é um ponto importante quando falamos de iluminação. Afinal, enquanto a luz branca atua nos deixando mais atentos e acordados, a amarela traz conforto e comodidade. O uso de diferentes temperaturas deve ir de acordo com o ambiente, por exemplo, no quarto o mais indicado são luzes amarelas, enquanto no escritório as luzes brancas são as mais recomendadas. 

Responder

4 + 4 =

84 − = 80